PROFESSOR HELVANIO: O JUNINHO
 



Escrito por Prof. Helvanio às 18h29
[] [envie esta mensagem] []


 
 

Confederação »Leia a íntegra da nota divulgada pela CNBB sobre as manifestações

Publicação: 21/06/2013 18:34 Atualização:

A Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou nesta sexta-feira nota sobre as manifestações em todo o país. A entidade declarou solidariedade e apoio às manifestações, mas condenou a violência. A nota é assinada pelo cardeal Raymundo Damasceno Assis (arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB), Dom José  Belisário da Silva (arcebispo de São Luís e vice-presidente da CNBB) e Dom Leonardo Ulrich Steiner (bispo Auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB) 
 
Leia na íntegra:
 
 
Ouvir o clamor que vem das ruas
 
 
"Nós, bispos do Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, reunidos em Brasília de 19 a 21 de junho, declaramos nossa solidariedade e apoio às manifestações, desde que pacíficas, que têm levado às ruas gente de todas as idades, sobretudo os jovens. Trata-se de um fenômeno que envolve o povo brasileiro e o desperta para uma nova consciência. Requerem atenção e discernimento a fim de que se identifiquem seus valores e limites, sempre em vista à construção da sociedade justa e fraterna que almejamos. 
 
Nascidas de maneira livre e espontânea a partir das redes sociais, as mobilizações questionam a todos nós e atestam que não é possível mais viver num país com tanta desigualdade. Sustentam-se na justa e necessária reivindicação de políticas públicas para todos. Gritam contra a corrupção, a impunidade e a falta de transparência na gestão pública. Denunciam a violência contra a juventude. São, ao mesmo tempo, testemunho de que a solução dos problemas por que passa o povo brasileiro só será possível com participação de todos. Fazem, assim, renascer a esperança quando gritam: "O Gigante acordou!" 
 
Numa sociedade em que as pessoas têm o seu direito negado sobre a condução da própria vida, a presença do povo nas ruas testemunha que é na prática de valores como a solidariedade e o serviço gratuito ao outro que encontramos o sentido do existir. A indiferença e o conformismo levam as pessoas, especialmente os jovens, a desistirem da vida e se constituem em obstáculo à transformação das estruturas que ferem de morte a dignidade humana. As manifestações destes dias mostram que os brasileiros não estão dormindo em "berço esplêndido". 
 
O direito democrático a manifestações como estas deve ser sempre garantido pelo Estado. De todos espera-se o respeito à paz e à ordem. Nada justifica a violência, a destruição do patrimônio público e privado, o desrespeito e a agressão a pessoas e instituições, o cerceamento à liberdade de ir e vir, de pensar e agir diferente, que devem ser repudiados com veemência. Quando isso ocorre, negam-se os valores inerentes às manifestações, instalando-se uma incoerência corrosiva que leva ao descrédito. 
 
Sejam estas manifestações fortalecimento da participação popular nos destinos de nosso país e prenúncio de novos tempos para todos. Que o clamor do povo seja ouvido! 
 
Sobre todos invocamos a proteção de Nossa Senhora Aparecida e a bênção de Deus, que é justo e santo".



Escrito por Prof. Helvanio às 13h22
[] [envie esta mensagem] []


 
 

http://www.youtube.com/watch?v=vPlMQfUwUPg&feat...

Waender Soares28 de Junho de 2013 09:09
Manifestação dos trabalhadores em Educação das escolas pública de Governador Valadares.
www.youtube.com


Escrito por Prof. Helvanio às 13h14
[] [envie esta mensagem] []


 
 

Belo Horizonte, 27 de junho de 2013.
OF.CIR. SEDE CENTRAL/SEC- 042/2013.
Companheiros (as),
NOTA DE ESCLARECIMENTO DO SIND-UTE/MG SOBRE SUPOSTA GREVE GERAL
DO DIA 01 DE JULHO!
Não existe nenhuma convocação de greve geral para o dia 01 de julho. Portanto, não há
paralisação da rede estadual de Minas Gerais nesta data.
A próxima atividade do Sind-UTE/MG será no dia 04 de julho (quinta-feira), com
paralisação total das atividades e realização de assembleia estadual. Para o dia 4 de
julho, o Sind-UTE/MG fez a notificação junto à Secretaria de Estado da Educação de
modo que a falta não será injustificada e sim falta-greve.
A convocação para a ‘suposta’ greve geral do dia 1º, que surgiu em uma página anônima
do Facebook, é mais uma iniciativa de grupos oportunistas, sem compromisso com os/as
trabalhadores/as, que querem confundir e gerar insegurança na população. Mais que isso:
colocar em risco conquistas que lutamos muito para conseguir, como o direito de livre
manifestação.
Por isso alertamos: não existe greve geral convocada para o dia 01 de julho.
A próxima paralisação da rede estadual será no dia 04 de julho e a greve convocada
pelas Centrais Sindicais será no dia 11 de julho.
Atenciosamente,
BEATRIZ DA SILVA CERQUEIRA
COORDENADORA GERAL DO SIND-UTE/Mhttp://mail-attachment.googleusercontent.com/attachment/?view=att&th=13f8afb7a2aea94c&attid=0.1&disp=vah&realattid=f_hihbc9nd0&safe=1&zw&saduie=AG9B_P_oQv_HW1ooWbjEolrs9X9Z&sadet=1372435712297&sads=H61c6aQZ-CYxvR9lHhd5Pc8YgMY&sadssc=1



Escrito por Prof. Helvanio às 13h13
[] [envie esta mensagem] []


 
 

Postura de Anastasia sobre protestos leva curso de Direito da UFMG a retirar medalha do governador

Insatisfeitos com a postura do governador de Minas, Antonio Anastasia, diante dos protestos que ocorrem em Belo Horizonte, com confronto entre a Polícia Militar e os manifestantes, um grupo formado por professores, estudantes e ex-alunos do curso de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) pretende retirar uma homenagem concedida ao político.

A medalha "José Carlos da Mata Machado" foi entregue em 2008 a diversas personalidades que tiveram relação importante com o Centro Acadêmico Afonso Pena (CAAP), incluindo o governador, em ocasião do centenário do departamento. Porém, os representantes do CAAP reclamam que Anastasia deixou de merecer a condecoração.

De acordo com o estudante Felipe Gallo, presidente do Centro Acadêmico, a medida foi tomada na terça-feira (25), após uma assembleia entre os integrantes da repartição. "O governador lutava por direitos que são semelhantes aos nossos e teve um vínculo relevante com a faculdade, mas agora está do 'outro lado'", explica.

http://www.hojeemdia.com.br/minas/postura-de-anastasia-sobre-protestos-leva-curso-de-direito-da-ufmg-a-retirar-medalha-do-governador-1.139920



Escrito por Prof. Helvanio às 09h03
[] [envie esta mensagem] []


 
 

- No próximo dia 04(Quarta feira) haverá Assembleia Estadual em Belo Horizonte. Estamos preparando a caravana para os filiados e filiadas, portanto pedimos aos interessados que liguem para 32713386 para mais informações.



Escrito por Prof. Helvanio às 08h12
[] [envie esta mensagem] []


 
 

A imagem “http://2.bp.blogspot.com/-K4ANjFotk7s/UcecSnkSRfI/AAAAAAAAKnQ/0x6c3sR2LIQ/s1600/cartaz.jpg” contém erros e não pode ser exibida.



Escrito por Prof. Helvanio às 08h11
[] [envie esta mensagem] []


 
 

OF.CIR. SEDE CENTRAL/SEC- 038/2013.
Companheiros (as),
O calendário aprovado em assembleia da categoria está mantido.
O sindicato recorrerá da decisão do Desembargador que proibiu a realização de
manifestações nos dias dos jogos da Copa das Confederações. Todas as subsedes
devem organizar caravanas conforme orientações já encaminhadas.
No dia 17 de junho de 2013, a concentração será às 13 horas, na Igreja São
Francisco de Assis, Pampulha, Belo Horizonte.
Atenciosamente,
                                                  BEATRIZ DA SILVA CERQUEIRA
                                       COORDENADORA GERAL DO SIND-UTE/MG



Escrito por Prof. Helvanio às 08h44
[] [envie esta mensagem] []


 
 

CONFIRA AQUI O CARTAZ DE DIVULGAÇÃO DA PARALIZAÇÃO DE HOJE:

http://sindutemg.org.br/novosite/imagens/15-06-cartaz-copa-700.jpg



Escrito por Prof. Helvanio às 08h42
[] [envie esta mensagem] []


 
 

AINDA NÃO TÍNHAMOS ATENTADO PARA ISTO. VAMOS DIVULGAR! EM TODAS AS MANIFESTAÇÕES AGORA VOU LEVAR A MINHA BANDEIRA!

Prezados, Avisem a todos os manifestantes para usarem a bandeira brasileira como manto em volta do corpo, qualquer ato contra uma pessoa que esteja com a bandeira sobre o corpo é um ato contra a bandeira nacional.Isso é crime conforme o art. 44º do Decreto-lei nº 898, de 29 de setembro de 1969:"Destruir ou ultrajar a bandeira, emblemas ou símbolos nacionais, quando expostos em lugar público: Pena: detenção, de 2 a 4 anos."Os policiais provavelmente não vão respeitar isso devido à seu péssimo treinamento e pouco amor à pátria. Isso vai fazer eles se atacarem, pois vão ser feitas fotos com policiais atirando contra a bandeira atirando spray de pimenta e bombas. Mesmo se nesse momento a imprensa não ficar a nosso favor, vai atrair a atenção da imprensa internacional. Não apenas pelo fato do ataque à bandeira, mas também porque o dever de policias / bombeiros e médicos é servir a sua pátria.



Escrito por Prof. Helvanio às 14h22
[] [envie esta mensagem] []


 
 
PUBLICADO EM 13/06/13 - 20h20

SEM DIREITO A PROTESTO

Justiça proíbe manifestações no Estado durante a Copa das Confederações

Os sindicatos que descumprirem a decisão da Justiça serão penalizados com multa diária de R$ 500 mil

PUBLICADO EM 14/06/13 - 18h20 - JULIANA BAETA

http://www.otempo.com.br/cidades/sindicatos-n%C3%A3o-se-inibem-com-proibi%C3%A7%C3%A3o-de-manifesta%C3%A7%C3%B5es-durante-a-copa-das-confedera%C3%A7%C3%B5es-1.664427

INCONSTITUCIONAL

Sindicatos não se inibem com proibição de manifestações durante a Copa das Confederações

Sindicato dos Servidores da Polícia Civil afirma que ainda não notificado oficialmente sobre a decisão da Justiça e o Sindicato Único dos Trabalhadores na Educação mantém paralisação

Para evitar protestos nas ruas da capital durante a Copa das Confederações, que começa neste sábado (15), o Governo de Minas Gerais recorreu à Justiça. O Tribunal de Justiça do Estado (TJMG) acatou o pedido e emitiu uma liminar que proíbe greves e manifestações durante o evento.

Legislação

Na Constituição Federal, a Lei 7.783 que dispõe sobre os direitos dos trabalhadores, assegura aos sindicatos ou organizações trabalhistas o direito a greve e manifestações, conforme o artigo 1° ("é assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender"), o artigo 2º ("para os fins desta Lei, considera-se legítimo exercício do direito de greve a suspensão coletiva, temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação pessoal de serviços a empregador") e ainda o artigo 6º ("são assegurados aos grevistas, dentre outros direitos: o emprego de meios pacíficos tendentes a persuadir ou aliciar os trabalhadores a aderirem à greve e a arrecadação de fundos e a livre divulgação do movimento") e também no mesmo artigo, em seu inciso 1° ("é vedado às empresas adotar meios para constranger o empregado ao comparecimento ao trabalho, bem como capazes de frustrar a divulgação do movimento).

ESSA É A LEGISLAÇÃO FEDERAL. Mas aí é que está o nosso grande problema. No país do Imperador Anastasia, as leis são outras. E quem deveria se basear nas leis para dar sentenças ou liminares, simplesmente senta em cima delas e recebe ordens do Imperador.

É mesmo uma vergonha!



Escrito por Prof. Helvanio às 18h46
[] [envie esta mensagem] []


 
 

No próximo dia 17 haverá Assembleia Estadual. Estamos preparando a caravana para os filiados e filiadas, portanto pedimos aos interessados que liguem para 32713386 para mais informações.

 



Escrito por Prof. Helvanio às 20h26
[] [envie esta mensagem] []


 
 



Escrito por Prof. Helvanio às 09h47
[] [envie esta mensagem] []


 
 

Secretária Gazzola ironiza indicativo de greve dos trabalhadores em educação:
“quero ver vocês mobilizarem a categoria”

A declaração da secretária foi dada durante reunião em Ituiutaba

 

No último dia 29, aconteceu, em Ituiutaba, reunião da secretária de Estado de Educação (SEE), Ana Lúcia Gazzola, com gestores da 16ª Superintendência Regional de Ensino (SRE).

Após o Encontro, a secretária e sua assessoria se reuniram com integrantes do Sind-UTE/MG subsede de Ituiutaba: o coordenador da subsede, Darci Jerônimo, o diretor estadual do Sindicato, Sidnei Marquesi, a professora aposentada Izolda Signorelli, a auxiliar de serviço básico aposentada, Regina Carlota e servidores da Superintendência. A reunião aconteceu com forte aparato policial e de seguranças, além de bloqueio de ruas da cidade. 

Na oportunidade, foram discutidas questões relativas às demandas dos trabalhadores em educação como Piso Salarial, Educação Física e Ensino Religião nos anos iniciais do Ensino Fundamental, acordo de greve não cumprido, reposicionamento, salários e carreira congelados, nomeação dos concursados, indicativo de greve, entre outras.

A secretária Ana Gazzola, iniciou sua fala afirmando que o Estado está pagando e fazendo sacrifícios para cumprir os acordos feitos com o Sind-UTE/MG. Disse também que o Estado não tem dinheiro para pagar novas reivindicações salariais da categoria. Os representantes do Sind-UTE rebateram esta alegação, afirmando que não querem aumento salarial, e sim, que o Governo cumpra a Lei.

Direitos não cumpridos

O clima ficou tenso durante a reunião, porque a secretária Gazzola não está acostumada a ouvir contraditório. Os sindicalistas, da subsede de Ituiutaba, rebateram as afirmações dela e ressaltaram que o Estado não cumpre Lei, não paga o Piso e não cumpre acordo. Outro ponto atacado foi a retirada dos profissionais preparados para ministrar aulas de Educação Física e Ensino Religioso nos primeiros anos do Ensino Fundamental.

Cobraram também a posição da secretária e do Governo sobre a publicidade enganosa de que paga 45% a mais que o Piso. E perguntaram: então porque não deixam os trabalhadores em educação escolherem?

Ao final da reunião foi informado que o Governo tem até o dia 4 de junho para dar respostas sérias à pauta de reivindicações da categoria, pois o indicativo de greve está marcado para o dia 05 de junho. A secretária respondeu ironicamente: “Quero ver vocês mobilizarem a categoria”.

A afirmação foi rebatida pelos participantes do Sind-UTE, pois a categoria tem unidade. Eles afirmaram:

Governo que não negocia tem medo da categoria!

http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4742



Escrito por Prof. Helvanio às 17h00
[] [envie esta mensagem] []


 
 

 

REUNIÃO EM 22/04 COM AS SECRETARIAS DE EDUCAÇÃO E PLANEJAMENTO (PARTE 1)

 

(...) Após a convocação da Greve Nacional da Educação, a Secretaria de Educação agendou reunião para o dia 22 de abril. Mas estabeleceu outro formato para o encontro. Ela não seria apenas com o Sind-UTE/MG, mas com todas as entidades que a Secretaria deEducação entende que representa os servidores do setor.

 Na avaliação do Sindicato, também foi uma forma de tentar legitimar estas entidades. Participaram da reunião o Sind-UTE/MG, Adeomg (Associação dos diretores de Minas Gerais), SindPúblicos, Sindesp, (Sindicato das especialistas em educação), criado com intervenção de deputados federais do PDT para, entre outros objetivos, reivindicar o Imposto Sindical da educação), APP MG, Amie (Associação Mineira dos Inspetores Escolares), Presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, Duarte Bechir,  Assessoria da SEE e Seplag e Secretária da Educação, Ana Lúcia Gazolla. 

 A reunião foi dividida em dois momentos: no primeiro, a Secretária respondeu aos questionamentos feitos pelos sindicatos que estavam presentes. Num segundo momento, cada sindicato expôs o que avaliou ser necessário.

 A Secretária de Educação Ana Lúcia Gazolla, fez uma Prestação de Contas da sua gestão e apresentou os seguintes retornos:

 - Não haverá nova eleição para direção das escolas estaduais até 2014.

- O cronograma de nomeações dos concursados foi estabelecido de acordo com a capacidade da perícia médica do estado. A perspectiva é a prorrogação do concurso. Novas nomeações em Superintendências Regionais de Ensino serão feitas apenas em junho.

- Em relação às disciplinas de Educação Física e Ensino Religioso nos anos iniciais do Ensino Fundamental não há disciplinarização destes conteúdos e por isso, o regente assumiu as aulas.

- Para os diretores de escola foi estabelecida uma política de progressão através da certificação e mudança da remuneração de acordo com o número de alunos.

- O compromisso do governo é zerar o passivo de aposentadorias até dezembro de 2014.

- A Resolução do Quadro de Escola para 2014 será publicada em outubro deste ano com um novo quadro de inspetores escolares e auxiliares de serviços da Educação Básica.

- Haverá mudanças nas regras para o prêmio por produtividade de 2013. Para ter direito ao prêmio é necessário cumprir 100% das 05 metas relacionadas ao Proalfa e Proeb.

 No segundo momento da reunião, cada sindicato apresentou suas demandas:

SindPúblicos

- Agradeceu ao Governador e a Secretária por atenderem às reivindicações do Sindicato;

- solicitou que fosse aberta negociação direta entre a SEE e o Sindicato;

- reivindicou reforma física de SREs ou a construção de sedes;

- pediu uma política de capacitação feita pela Magistra;

- questionou o pequeno número de motoristas nas SREs;

- reivindicou que houvesse uma redistribuição do número de municípios por SREs;

- reivindicou 15 minutos de lanche para os servidores das SREs que trabalham 30 horas;

- informou a carência de servidores nas SREs principalmente na área financeira.

 Amie (Associação Mineira de Inspetores Escolares)

Relatou problemas no recebimento de diárias.

Adeomg (Associação de Diretores de Escolas de Minas Gerais) Relatou que os diretores de escola estão enfrentando dificuldades para designação, problemas de violência no ambiente escolar e questionou pontos relacionados à certificação.

 PPMG Não falou nada

Sindesp Não falou nada

 



Escrito por Prof. Helvanio às 17h52
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, MINAS GERAIS, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Portuguese, Esportes, Informática e Internet
MSN -


HISTÓRICO



OUTROS SITES
 SINDUTEMG
 Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais
  BLOG DA BEATRIZ
 Blog do euler
 Jornal O Tempo
 Orkut
 Superesportes
 SINDUTEMG - SUBSEDE GOV. VALADARES
 Dorinha


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!